segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

5 dicas para melhorar o desempenho do filho em línguas estrangeiras


5 dicas para melhorar o desempenho do filho em línguas estrangeiras


O uso de outros idiomas está cada vez mais útil e serve como um aumento direto nas oportunidades de trabalho em inúmeros setores. A dedicação no estudo de uma língua estrangeira se começado cedo tem uma tendência a se desenvolver mais rápido e com maior possibilidade de fluência.
Muitos pais já buscam investir ainda na infância dos filhos, colocando-os em contato com outras línguas desde cedo.
Algumas dicas servem para dar uma forcinha nessa caminhada e fazer com que as crianças despertem também a vontade de aprender.
1 – Estimule o contato lúdico
No início o aprendizado de uma língua estrangeira não requer muitas cobranças. A criança tem que sentir-se seduzida pelo contexto, querer falar, conhecer e ouvir outros sons e novas palavras.
É recomendado, de acordo com a idade, fazer uma introdução leve, de maneira que ela não tenha o novo campo de estudo como algo trabalhoso e difícil. A criação de personagens de historinhas pode ser de grande ajuda.
2 – Utilize brincadeiras e jogos
Uma língua estrangeira pode ser muito bem trabalhada através de brincadeira. Pinturas, desenhos, colagens, tudo que a criança faz se divertindo pode ser usado para o ensino de outra língua.
Conhecer novas palavras, aumentar o vocabulário, tudo isso pode ser feito a partir de jogos. A memória e a interação direta do aluno são requisitadas, isso é um ponto muito positivo para absorver novos conhecimentos.
3 – Faça uso da tecnologia
A tecnologia pode servir de estímulo, um exemplo são sites com exercícios online de inglês, questões interativas, cujo conteúdo inclui a visão, a audição e a escrita, ferramentas essenciais para facilitar o reconhecimento de palavras e suas pronúncias.
Não há aprendizado de idioma sem o “listening”, ou seja, a prática de ouvir a língua em estudo. Use áudios e audiobooks no nível de conhecimento da criança, para que ela possa ouvir e treinar a fala corretamente.
Jogos desenvolvidos para exercitar idiomas são também bacanas para prender a atenção dos pequenos.
4- No curso ou em casa, mantenha o foco
Os cursos de línguas são uma das formas mais práticas de auxiliar a criança a desenvolver a fala de outra língua, porque terá o suporte de profissionais, além da troca com outros estudantes. Mas o ambiente familiar também é um estimulador. Por isso monte uma mini biblioteca com materiais que auxiliem o pequeno estudante, tente acompanhar o desenvolvimento nas tarefas e produções didáticas.
5 – Abra a porta da imaginação
É importante fazer a criança perceber a importância da comunicação e que atualmente as distâncias diminuíram. Trabalhe o idioma com um mapa, mostre a criança os países onde se falam a língua em estudo, busque introduzir o aluno na troca cultural tão importante nos dias de hoje.

Já é possível planejar também um curso fora do país quando a criança estiver mais crescidinha. Um intercâmbio representa não só a possibilidade de aprimorar a fluência na língua, mas também um enriquecimento pessoal do indivíduo. Há programas que incluem passagens aéreas, seguro viagem, estadia e o curso no estrangeiro, inclusive para curtos períodos, como cursos de férias.

0 comentários :

Postar um comentário