quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

O material Cuisenaire



INTRODUÇÃO

Utilizar material concreto para aprofundar ou auxiliar a compreensão de determinados conceitos é muito importante para os alunos das séries iniciais. Um dos materiais que auxiliam a compreensão de alguns conceitos básicos, como a sucessão de números naturais ou a decomposição de uma adição em diferentes parcelas é o Material Cuisenaire. 

Nas atividades, os conceitos trabalhados são: sucessor, antecessor, estar entre, antes de, depois de, maior e menor. 
Devemos observar que um material concreto:
- não é uma fórmula mágica que sozinho leve o aluno a raciocinar;
- deve ser introduzido em situações que levem o aluno a refletir sobre a experiência acumulada que possui;
- deve ser apresentado ao aluno para que este compreenda a sua estrutura e assim possa refletir sobre o que está fazendo.


OBJETIVOS
Depois das atividades propostas, espera-se que os alunos estejam aptos a:
utilizar adequadamente o vocabulário fundamental da Matemática;
relacionar a ordem crescente das barras com a seqüência numérica.


RECURSOS DIDÁTICOS
Material Cuisenaire industrializado ou confeccionado pelo professor, folha de 

papel quadriculado e lápis de cor.

PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

Todas as atividades devem ser feitas em duplas.
A utilização de material concreto exige organização e preparo. 

Abaixo, sugerimos algumas providências que achamos importante ser 
observadas.

1. Prepare a aula pelo menos um dia antes.
a) Se na escola não há material Cuisenaire industrializado, confeccione-o 

em papel quadriculado ou cartolina colorida. 
Para isso, leia as instruções no item Aprofundamento do Conteúdo, mais 
adiante, para saber como confeccioná-lo e obter algumas informações 
adicionais sobre o mesmo. 
Confeccione o material, recortando e pintando (caso a cartolina não seja 
colorida). 
Separe as barras em envelopes, um para cada dupla. 
Cada envelope deverá conter: 
10 barras brancas;
6 barras vermelhas;
4 barras verde-claras;
4 barras lilases;
3 barras amarelas; 
3 barras verde-escuras; 
3 barras pretas;
3 barras marrons;
3 barras azuis ; 
3 barras laranja.
b) Prepare também um conjunto de peças com o dobro do tamanho 

para você utilizar de forma que todos os alunos possam acompanhar as 
suas instruções e correções.
c) Prepare uma apostila para cada aluno contendo as atividades propostas 
neste plano de aula.

2. No dia da aula, leve para a classe:
a) O material Cuisenaire, uma folha de papel quadriculado para 

cada aluno; uma caixa de lápis de cor para cada dupla de alunos (ou 
solicite com antecedência aos alunos que tragam de casa).
b) a apostila das atividades para cada aluno.

3. Organização da classe
a) Peça aos alunos que, em duplas, juntem as carteiras para que 

tenham espaço suficiente para utilizar o material e acompanhar as atividades.
b) Sobre as carteiras, os alunos deverão deixar apenas o envelope com o 
material (ou a caixa do industrializado), lápis de cor, lápis preto, papel 
quadriculado e as apostilas de cada um.

4. Dinâmica de trabalho
a) antes de distribuir o material, combine com os alunos que, após a 

realização das atividades, cada dupla deverá guardar no envelope o 
material (ou na caixa), verificando se não caiu nenhuma barra no 
chão.
b) esclareça aos alunos que, com essas peças, realizarão algumas 
atividades que estão na apostila.
c) se os alunos não souberem ler, mesmo assim providencie a apostila 
para que possam acompanhar a sua leitura e responder nos espaços 
apropriados. Se souberem ler, os alunos em dupla lerão as atividades 
e responderão em seu próprio ritmo.
d) peça para que abram o envelope ou a caixa e dê um tempo para que 
os alunos possam manipular o material. Só depois mostre cada barra para 
a classes, dizendo a cor e solicitando aos alunos que separem as barras 
correspondentes contidas em seus envelopes.
e) ao final de cada atividade, quando todos tiverem terminado, faça a 
correção coletiva, procurando discutir as diferentes soluções 
encontradas pelos alunos.



AVALIAÇÃO


1. Verifique inicialmente a compreensão que os alunos possuem 

sobre: sequência numérica, sucessor, antecessor, antes, depois, 
maior e menor. Utilize para essa verificação, situações que utilizem 
os próprios alunos: qual deles é o maior ou menor da turma?, ordem 
crescente ou decrescente de tamanho, etc.
2. Observe as respostas dadas nas atividades.
3. Observe as representações que os alunos fazem no papel 
quadriculado.
CONTEXTUALIZAÇÃO

O conteúdo trabalhado nesta aula utiliza, em outras situações de 

aprendizagem, algumas palavras que fazem parte do vocabulário da 
criança: maior, menor, antes, depois, entre etc. 
A Matemática possui linguagem própria, isto é, para algumas palavras, 
há significados diferentes dos usuais. 
Por exemplo: operação, armar (do arme e efetue). 
Por isso, devemos aproximar o conhecimento que o aluno possui ao 
conhecimento matemático, valendo-se de recursos como o material 
Cuisenaire. 
A utilização de material concreto requer certos cuidados que
 facilitam a compreensão de determinados conteúdos. Como não 
faz parte da realidade da criança, o material precisa ser compreendido 
por ela antes que se iniciem as atividades. Os êxitos obtidos na ação 
por uma criança não significam compreensão do conceito. 
Piaget nos explica que "[...] compreender consiste em isolar a razão 
das coisas, enquanto fazer é somente utilizá-las com sucesso, o que 
é, certamente, uma condição preliminar da compreensão [...]". Não é 
fácil, por exemplo, uma criança compreender que os conceitos de 
maior ou menor dependem do que está sendo comparado. 
O fato de A ser maior que B, não está em A ou em B, mas sim na 
relação A e B. Os conceitos trabalhados nas atividades devem ser 
retomados em outros contextos, utilizando as próprias crianças e 
outros materiais.
APROFUNDAMENTO DO CONTEÚDO

O idealizador do material Cuisenaire foi o professor belga chamado 

Georges Cuisenaire Hottelet, que, durante 23 anos, o estudou e o 
experimentou antes de sua divulgação. 
Feito originalmente de madeira, o Cuisenaire é constituído 
de prismas reto-retangulares de bases quadradas 
(paralelepípedos) pintados em 10 cores diferentes e de 
comprimentos diferentes. As cores foram selecionadas 
após várias pesquisas feitas e de acordo com algumas relações 
entre números. 
O comprimento de cada barra representa um número natural. 

Observe a relação abaixo:



Cor da barra
comprimento
Branco (ou natural)
1
Vermelho
2
Verde-claro
3
Lilás(ou rosa)
4
Amarelo
5
Verde-escuro
6
Preto
7
Marrom
8
Azul
9
Laranja
10









CONFECÇÃO DO MATERIAL CUISENAIRE


Sugerimos trabalhar com material confeccionado, similar a esse, 

mas com divisões, em que a criança possa perceber que, por 
exemplo1 barra vermelha equivale a 2 barras brancas. 
Esse material pode ser feito em cartolina branca quadriculada 
em 1,5 cm, com as dimensões e as cores mencionadas na tabela. 
Caso consiga encontrar cartolinas ou papel set nessas cores, 
quadricule-as e recorte-as formando um conjunto de barras 
Cuisenaire.
Cor da barra
Dimensões (cm)
Branco (ou natural)
1,5 x 1,5
Vermelho
1,5 x 3,0
Verde-claro
1,5 x 4,5
Lilás( rosa)
1,5 x 6,0
Amarelo
1,5 x 7,5
Verde-escuro
1,5 x 9,0
Preto
1,5 x 10,5
Marrom
1,5 x 12,0
Azul
1,5 x 13,5
Laranja
1,5 x 15,0

A vantagem desse material com as divisões feitas é que os alunos 
poderão visualizar melhor o valor que cada barra representa, sem ter 
a necessidade de memorizar as cores e valores.
Conceitos trabalhados
Relação maior /menorO importante é que os alunos percebam que, um objeto pode ser 
ao mesmo tempo maior e menor dependendo do objeto a que está 
sendo comparado. Exemplificando os conceitos que estão implícitos nessa observação, tomemos as barras vermelha, amarela e preta:
A)  barra vermelha é menor que as barras amarela e preta, isto é, 
2 é menor que 5 e menor que 7. Matematicamente, teríamos: 2 < 5 e 2 < 7
B) barra preta é maior que a vermelha e a amarela, isto é, 7 é maior que 

2 e maior que 5. Matematicamente, teríamos: 7 > 2 e 7> 5
C) barra amarela é ao mesmo tempo maior que a vermelha e menor 

que a preta, isto é, 5 é maior que 2 e menor que 7. Matematicamente, 
teríamos: 2 < 5 < 7



Essas relações mudariam se estivéssemos comparando barras como a 
amarela, preta e azul, por exemplo. Esse tipo de relação não é muito 
fácil de ser entendida pelos alunos.
Sequência numérica

A formação dos números naturais e do próprio conceito de número, 
para nós, é muito fácil de ser percebida, mas para os alunos das séries 
iniciais trazem algumas dificuldades:
a) O número 2, como conseqüência do item anterior, está incluindo o 1; 
     o 3 está incluindo o 2, e assim por diante.


1 2 3 4 5 ...


É muito difícil o aluno compreender essa inclusão na 1a série. 
Essa compreensão pode ser observada quando um aluno, após a 
contagem de uma determinada quantidade de fichas, for solicitado a 
trazer, por exemplo, 5 fichas.
Se o aluno trouxer 5 fichas ele já possui o conceito acima descrito, que 
Piaget chamou de inclusão hierárquica.
Se o aluno trouxer a 5a ficha, isto é, apenas a ficha que está localizada 
na 5a posição, estará pensando no 5 como sendo apenas o nome da ficha.

1 2 3 4 5 ...
As atividades

As atividades deverão ser representadas em papel quadriculado, de 
preferência de 1 cm, e com a utilização das cores do material.
Os alunos deverão registrar no papel quadriculado da seguinte forma, 
por exemplo, na atividade 2, item b. 
A barra que deve ser colocada ao lado da vermelha para que 
fique do mesmo tamanho que a verde-clara é a barra de cor ................

Atividade 3 item b

A tabela citada nessa atividade e que deverá ser preenchida pelos alunos 
é:

Cor da barra
valor
Branco (ou natural)
Vermelho
Verde-claro
Lilás( rosa)
Amarelo
Verde-escuro
Preto
Marrom
Azul
Laranja

0 comentários :

Postar um comentário